Cristóvão Falcão

Cristóvão FalcãoVida e Obra

Cristovão Falcão (1512-1557) foi poeta e diplomata e sua obra literária mais importante é a Écloga Crisfal, um poema pastoral com 1015 versos que representa um dos mais expressivos exemplos da poesia bucólica em português. A obra teve uma influência significativa na poesia ulterior e nomeadamente em Camões.

Leitura Escultórica

Escultura
No redondo da forma e da linha que revela um corpo feminino deitado se percebe o lirismo, ao mesmo tempo emotivo e de alto pode de sugestão, característica que a poesia de Cristovão Falcão encarna e não tem paralelo na literatuura pastoril do seu tempo.

Leitura Poética
Tal como em Cristovão Falcão, poeta dos meados do século XVI, se descobre um discurso intenso de dramatismo e de ternura sensual na figura da pastora que é a sua amada, na Écloga “Crisfal”, igualmente nesta escultura se entrevê o movimento do amor.

Escultor
José João Brito Nasceu em 1941, em Coimbra. Concluiu o Curso Complementar de Escultura da ESBAP em 1967, tendo recebido o prémio de Escultura Teixeira Lopes. Expôs individual e coletivamente nas áreas de desenho, medalhística, cerâmica e escultura. Tem numerosas peças de arte pública no país e no estrangeiro, tais como o monumento dedicado a Fernando Pessoa nos Olivais, Lisboa, o cais da estação do Metropolitano do Martim Moniz, em Lisboa, a “Tragédia no Mar” em Matosinhos, o monumento a D. Manoel Lôbo na Colónia Del Sacramento, o busto de Domingos Bomtempo em Joanesburgo, os monumentos ao Emigrante e Varina, na Murtosa e Torreira, e a escultura comemorativa dos 200 anos do Colégio Militar, em Oeiras.

Seja sociável, partilhe !