António Ferreira

António FerreiraVida e Obra

António Ferreira (1528-1569) nasceu em Lisboa e estudou em Coimbra, onde teve por mestres algumas figuras de vulto do humanismo português e europeu. Seguiu a carreira jurídica e desempenhou funções como desembargador.
Foi discípulo de Sá de Miranda e destacou-se na elegia, epístolas, odes e teatro.
O conjunto dos seus poemas foi publicado em 1598 sob o título “Poemas Lusitanos”. .A sua obra mais conhecida é a “Tragédia de Inês de Castro” ou “A Castro”, publicada em 1587.

 

Leitura escultórica
Peça em bronze, com cerca de três metros de altura e três figuras – Dona Inês de Castro soerguida por dois Anjos.O ambiente paisagístico do conjunto escultórico pretende recriar o ambiente de uma peça de teatro, tal como foi concebida no século XVI.

Escultor
Gustavo Bastos
Nasceu na Figueira da Foz em 1928. Iniciou o curso de Escultura na ESBAL e terminou-o (vinte valores) na ESBAP. Aí iniciou a carreira docente, sendo o primeiro Professor Catedrático de Escultura em Portugal e ensinando várias gerações de artistas plásticos. Personalidade singular, marcou as artes do séc. XX português com trabalhos originais como: Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse, a Inês de Castro, a Menina-Anjo, os Baixos Relevos da Ponte da Arrábida, o Portal da Faculdade de Ciências Matemáticas, o Conjunto Escultórico de Matosinhos, as representações da Justiça em Tribunais, as peças escultóricas dos Palácios da Justiça (Lisboa e Porto), e o Monumento a António Ferreira. Está representado em várias coleções públicas e privadas em Portugal e no exterior.

Consulte a sua obra no catálogo das Bibliotecas Municipais de Oeiras. Clique aqui.

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta