António Ramos Rosa

António Ramos Rosa
Vida e Obra
António Vítor Ramos Rosa é um dos grandes poetas portugueses, também reconhecido pela sua pintura e críticas literárias. Nasce em Faro, a 17 de Outubro de 1924. Na década de 40 passa a residir em Lisboa.

Durante os anos 50 é diretor de várias revistas, como Árvore (que funda com outros escritores e que se torna uma referência na década), Cassiopeia e Cadernos do Meio-Dia. É durante esse período que publica os seus primeiros poemas em revistas como Seara-Nova, Vértice e Cadernos do Meio-Dia. Em 1988, recebe o Prémio Fernando Pessoa. No ano seguinte, recebe o Grande Prémio de Poesia, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores e, em 1990, o Grande Prémio Internacional de Poesia.

Leitura Escultórica
Escultura
Imagem hierática, fechada, percorrida por uma fenda perpendicular que é uma abertura no seu hermetismo

Leitura Poética
Escrita que fala da mudança, do devir, da vida. Retrato da temporalidade…

Leitura Paisagística
Folha
Movimento da natureza, da vida e do saber, sempre perseguido, nunca confirmado.


Consulte a sua obra no catálogo das Bibliotecas Municipais de Oeiras. Clique aqui.

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta